segunda-feira, julho 01, 2013

[Parte 1] Ida à Coréia do Sul

Hoje, o KDOfficial inicia a coluna de depoimentos. Caso você queira fazer parte dessa coluna também, entre em contato conosco (kdofficial@hotmail.com) e venha contar-nos sobre algum lugar que você tenha visitado, algo da culinária coreana que você tenha experimentado, um filme/dorama que você tenha gostado... Ficaremos gratos em compartilhar sua história com os outros kpoppers!


Nesta primeira parte, a kpopper Rubia Mercês, que faz parte de nossa staff, conta-nos como foi sua chegada na Coreia do Sul. Um delírio, certo? Quem não gostaria de pegar um avião e voar direto para esse país tão fantástico?



Olá, sou Rubia Mercês, tenho 18 anos e sempre gostei da cultura asiática no geral. Apesar de sempre ter dado mais atenção pro Japão, desde que minha tia se mudou pra Coréia do Sul eu comecei a ficar mais curiosa. Já conhecia o K-pop, mas quase não sabia da cultura coreana em si, até que em 2010 fui convidada pra passar férias na Coréia, na casa da minha tia, eu sabia que em oito meses estaria em um dos lugares que mais sonhava em conhecer, parece que 2010 não passava, até finalmente chegar dia 8 de Dezembro e eu parecia não acreditar. 
Nunca tinha andado de avião, confesso que a primeira experiência foi extrema, fiquei quatro horas no aeroporto internacional de Guarulhos fiz tudo corretamente pra não ter atraso algum, comprei Euros e um tipo de cartão telefônico, pra quando tivesse a escala na Alemanha eu então avisasse minha tia que estava tudo bem, viajei onze horas direto até chegar na Alemanha, ficamos lá por duas horas, foi então que realmente estava quase caindo a ficha de que eu estava a caminho da Coréia. Segui o restante da viagem tranquilamente, até a aeromoça anunciar que já estávamos na Coréia, então depois disso fiquei uma pilha de ansiedade, estresse e nervosismo, só queria descer logo daquele avião. 
Chegando no aeroporto internacional de Incheon, minha tia não avisou que faríamos uma troca de avião, para descermos em Busan, então, eu e minha mãe achamos que estávamos fazendo o certo, passamos pelo visto, e na hora de pegar nossas malas, nenhuma correspondia com o número da nossa passagem, fui e perguntei pra um rapaz, e ele me disse que minhas malas estavam sendo levadas pra Busan, nossa, eu e minha mãe entramos em desespero, eu comecei a chorar achando que nunca mais veria minha mala, nem minhas coisas, e minha mãe falando que a gente ia comprar coisas novas, foi desesperador mais depois engraçado. Até que uma moça surgiu e nos salvou, disse que só restavam mais 10 minutos pra chegar até o avião (que era do outro lado do aeroporto), que ficou esperando por nós (sim atrasamos o voo) tenho que dizer que o aeroporto internacional de Incheon é lindo, é ENORME, e eu realmente gostaria de ter observado mais, porém só tenho alguns flashes da correria. Dentro do próprio aeroporto tem um tipo de metrô, como se fosse uma espécie de trem bala (?) achei incrível como eles são rápidos. Coreanos são amorosos demais, e isso é notável desde a hora que se chega no país, até estando no lugar errado, a atrasando o trabalho das pessoas, como a moça que nos ajudou a chegar no avião . Enfim, pegamos o avião (todos estavam olhando pra mim e pra minha mãe, tipo: vocês que nos atrasaram então?) até o aeroporto de Busan. 
Tenho o visto do aeroporto de Seoul e do de Busan no meu passaporte, sempre que fico olhando nem acredito que realmente estive lá. Estava nevando na época que eu fui, também não conhecia a neve. A ida pra casa da minha tia foi longa, pegamos uma estrada de quase três horas, as ruas são compridas, bonitas, e a cidade que eu fiquei é uma ilha chamada Okpo land. As ruas principais de todas as cidades são cheias de cafeterias, lojinhas fofas e aconchegantes, tudo aquecido por causa do frio. Os apartamentos são bem avançados, como o da minha tia por exemplo, tinha o chão aquecido, e achei incrível a forma que eles enfeitam suas casas, a classe média lá são os ricos daqui do Brasil. O fuso-horário foi complicado pra mim, mas minha mãe se adaptou fácil, mas em quatro dias eu me adaptei também. Em frente o apartamento que minha tia mora tem um Tous Les Jours, uma padaria super famosa na Coréia, vários doramas são patrocinados pela mesma. Meu café da manhã foi ótimo, e então, eu me arrumei pro primeiro dia de passeio na Coréia.


Continua...
KDOfficial - Não remova sem os devidos créditos!
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários postados por usuários não expressam as opiniões da equipe do site.