sexta-feira, novembro 16, 2012

[Coluna] E aí, censura?

NS Yoon G - "I got you"
É engraçado como as coisas hoje em dia passam tão rápido, a informação, a tecnologia avançada, cada dia tem uma coisa mais nova que ontem e o de ontem já não tem o mesmo valor. A eletrônica, Internet, a moda, tudo muda toda hora e o Kpop não poderia ser diferente. Incluído infelizmente no entretenimento fast food, o que era novidade há um mês atrás já está superado pelo novo hit, que na maioria das vezes sai rápido da nossa boca para dar lugar as canções das novas bandas que surgiram ontem, agora, cinco minutos atrás!
É tanto grupo e tanto cantor, que tem que ter pique para conseguir acompanhar sem se perder, porque houve um boom este ano, muita gente chegou, muita agência aproveitou o avanço Kpop pelo mundo para lançar seus grupos, correndo, correndo...
Com a maior internacionalização do gênero, novas culturas foram incorporadas ao Kpop, rompendo um pouco com os limites conservadores impostos pela sociedade sul-coreana.

O Ministério da Igualdade de Gênero e Família (MOGEF) que há tempos censurou B2ST, Kim Hyun Joong, Huh Gak, Tablo, Simon D, Yoo Mirae, WE, Block B, coreografias de Jay Park, 4minute, Rania, Jewerly, hoje em dia não sabe o que fazer diante de tantos novos trabalhos censuráveis.
Antigamente, o Ministério da Igualdade de Gênero e Família bania canções por terem conteúdo prejudicial aos jovens mas com o avanço do kpop pelo mundo parece que os artistas tomaram coragem para enfrentar a censura coreana. Kim Hyun Joong foi um dos cantores que brigou pela não censura e saiu vitorioso através de uma sentença judicial.


Com o grande sucesso de PSY no Ocidente, com a canção "Gangnam Style", relembramos da censura que seu hit "Right Now" recebeu há anos. Mas com novos padrões definidos, a MOGEF anunciou que eles estão a reconsiderar esta proibição.
A música foi proibida em 2010 (ou seja, a música é restrita a menores de idade e não pode ser exibido até certas horas) devido ao uso de gírias e a menção de bebidas e cigarros. Como foi decidido implementar novas regras, o Ministério revelou que iria se reunir no dia 10 de Outubro para discutir o assunto e ver se iria ou não proibir a canção. De acordo com as novas regras se a menção de gírias e drogas não é uma medida que impede o desenvolvimento de caráter dos adolescentes que escutam a música, esta mesma pode receber um passe durante a revisão.
Funcionários da MOGEF declararam, "Estamos considerando as novas condições e criando um sistema mais justo."


No programa ‘Entertainment Relay‘, a cantora HyunA respondeu a perguntas sobre como se sentia sobre sua imagem sexy.
A diva falou sobre as criticas que sofre devido a seus conceitos sensuais, que é muitas vezes rotulado como inadequados para a sua idade. Ela diz: "É engraçado quando ouço essas histórias pois não sou assim na vida real". E terminou a entrevista declarando: "Isso não irá se tornar mais natural, se continuarmos vendo?"
É o que realmente vem acontecendo, com a internacionalização do kpop tem aumentado as coreografias sensuais realizadas pelas girlgroups.
Além da regulamentação da radiodifusão, os ministérios estão tentando consolidar medidas de proteção aos artistas menores de idade nos contratos. Eles esperam que, quando as condições tornarem-se codificadas em leis, as empresas não terão escolha a não ser aceitar e assinar os contratos sanadas antes de contratar um menor.
Embora estas medidas sejam positivas e progressistas, elas permanecem em condições e não em leis. O Ministério da Igualdade de Gênero e Família está tentando mudar isso com a ajuda de agências de entretenimento e as empresas de radiodifusão.


O grupo feminino SECRET foi alvo de várias críticas acerca de sua coreografia para a canção ‘Poison’, faixa título de seu recente mini-álbum de comeback. A TS Entertainment e todos os programas de música nos quais o grupo se apresentou decidiram tomar algumas medidas para modificar certos elementos da dança.
A parte em que as integrantes se agacham e abrem as pernas foi duramente criticada, sob o principal argumento de ser vulgar demais, e não sexy.
Fãs brasileiros comentaram: 
"Foi-se o tempo em que existia uma coisa chamada decência.
Hoje tudo é comum... não. Pior, tudo é normal. Eu criticava as americanas por, ao invés de se preocuparem em cantar, estarem mais preocupadas em mostrar o corpo e fazer movimentos sensuais. Mas isso não é mais exclusividade deles."
"Não ficou vulgar para os padrões coreanos, ficou vulgar para qualquer padrão."
"Bobagem. Não vi nada de mais na coreografia. Por que eles não proibem a Hyuna de se esfregar nas coreografias do 4minute? O que vale pra um grupo deveria valer pra todos."


E você, o que está achando da sensualização do kpop?
Deixe seu comentário!


Matéria: Elaine & Hellen França
KDOfficial - Não remova sem os devidos créditos!
Reações:

Um comentário:

  1. >.< me bloquearam kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Os comentários postados por usuários não expressam as opiniões da equipe do site.